terça-feira, 30 de julho de 2013

Análise da obra:"Noite Estrelada", de Vincent Van Gogh

Noite Estrelada é uma das obras mais conhecidas de Vincent Van Gogh. O quadro foi pintado quando ele tinha 37 anos e estava internado num asilo em Saint-Rémy-de-Provence (1889-1890). A obra encontra-se actualmente na colecção permanente do Museu de Arte Moderna de Nova Iorque (MoMA).
Ao contrário de muitas das suas obras,  Noite Estrelada foi pintada de memória, e não a partir da vista correspondente de uma paisagem. Durante ao tempo em que esteve no asilo, Van Gogh  dedicou-se a pintar as paisagens da região da Provence.
A paisagem retratada mistura o real com imagens da sua memória, como uma igreja tipicamente holandesa. É notável o contraste entre a calma da pequena vila representada e o caos celestial. Os ciprestes são o elo de ligação entre a terra e o céu. A obra é dividida no plano horizontal pela linha do horizonte e no plano vertical pelo cipreste. O povoado longínquo, de pequenas casas, contrasta fortemente com o cipreste em primeiro plano que se destaca e ajuda ao equilíbrio da composição As pinceladas são curvilíneas, e integram-se de maneira rítmica sobre a superfície da pintura. Estrelas brilhantes pulsam como mini-sóis. Ondas luminosas cortam o centro da tela, parecem ter vida própria. No canto superior direito, chama a atenção a lua que ganhou feições de um sol que transforma em quase dia. Enquanto isso, o vilarejo, com a sua igreja de torre alta, parece adormecer alheio ao céu estrelado cheio de explosões emotivas de Van Gogh. 
A pintura foi a inspiração para a canção  de Don McLean, "Vincent", que é também conhecida como "Starry Night".
wikipedia (Imagens)


 Ficheiro:Van Gogh - Starry Night - Google Art Project.jpg
The Starry Night  - Noite Estrelada (1889) Vincent Van Gogh

Outras Noites Estreladas

Arquivo: Starry Night Over the Rhone.jpg
Starry Night Over the Rhone  - Noite estrelada sobe o Ródano  (1888)
A mesma vista do Ródano em 2008
Arquivo: França Arles Reattu LaCroix 2008.jpg

Arquivo: Vincent Willem van Gogh 015.jpg
Cafe Terrace at Night (1888)
Road with Cypress and Star -  Estrada com cipreste e estrela (1890)
Arquivo: Van Gogh - Estrada secundária em Provence por night.jpg


Don Mclean - Vincent

Starry, starry night 

Paint your palette blue and gray 
Look out on a summer's day 
With eyes that know the darkness in my soul 
Shadows on the hills 
Sketch the trees and the daffodils 
Catch the breeze and the winter chills 
In colors on the snowy linen land 

Now I understand what you tried to say to me 
And how you suffered for your sanity 
How you tried to set them free 
They would not listen, they did not know how 
Perhaps they'll listen now 

Starry, starry night 
Flaming flowers that brightly blaze 
Swirling clouds in violet haze 
Reflect in Vincent's eyes of china blue 
Colors changing hue 
Morning fields of amber grain 
Weathered faces lined in pain 
Are soothed beneath the artist's loving hand 

Now I understand what you tried to say to me 
And how you suffered for your sanity 
And how you tried to set them free 
They would not listen, they did not know how 
Perhaps they'll listen now 

For they could not love you 
But still your love was true 
And when no hope was left in sight 
On that starry, starry night 
You took your life as lovers often do 
But I could have told you, Vincent 
This world was never meant 
For one as beautiful as you 

Starry, starry night 
Portraits hung in empty halls 
Frameless heads on nameless walls 
With eyes that watch the world and can't forget 
Like the strangers that you've met 
The ragged men in ragged clothes 
A silver thorn, a bloody rose 
Lie crushed and broken on the virgin snow 

Now I think I know what you tried to say to me 
And how you suffered for your sanity 
And how you tried to set them free 
They would not listen, they're not listening still 
Perhaps they never will 

11 comentários:

  1. Meu primeiro contato com o blog me agradou. Espero ver mais.
    Saudações

    ResponderEliminar
  2. Seu blog é uma obra de arte. Minha arte é outra a poesia, e minha inspiração segue lado a lado essa outra forma de falar e expressar tudo que esta dentro e fora da nossa realidade e algumas ilustres "personas", que não mais estão entre nós cultuo, leio e vivo seu tempo como se meu ele fora. Quando pintura, um de meus preferidos é o Van Gogh,parabenizo-a pelo tema. Se houver curiosidades sobre os poemas acesse adonispoesiaseprosas.blogspot.com

    Confesso-lhe que sua apresentação belíssima fez-me viajar no tempo. Boa tarde!

    ResponderEliminar
  3. Adorei seu blog. Mantenha o belo trabalho. Estava a procura de maiores informações para postar "A Noite Estrelada" em meu blog, Pictuelle Photography, na publicação de uma nova poesia. Até breve. :D

    ResponderEliminar
  4. Qual são as combinações de cores do quadro 'Noite estrelada'

    ResponderEliminar
  5. Pessoas assim talentosas e sensíveis não podem parar!Continue produzindo sua arte!Estamos aqui pra te aplaudir!

    ResponderEliminar
  6. Pessoas assim talentosas e sensíveis não podem parar!Continue produzindo sua arte!Estamos aqui pra te aplaudir!

    ResponderEliminar
  7. Adorei seu blog! Não pare de postar! <3

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar