sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

A obra de arte mais cara de sempre? Gauguin terá ganho a Cézanne

Dois franceses, dois pós-impressionistas, duas referências do mundo da arte que atraíram atenções no Qatar. A venda não teve os habituais intermediários – nada de leilões ou galerias – e a informação chegou através do diário The New York Times, que cita apenas fontes bem informadas dos mercados europeu e norte-americano, sem mencionar nomes.
Ao que tudo indica, Paul Gauguin destronou Paul Cézanne, tornando-se o autor da mais cara obra de sempre. Nafea Faa Ipoipo (1892), qualquer coisa como “Quando irás casar?” (101X77cm), acaba de ser vendida por 300 milhões de dólares (271 milhões de euros), mais 50 milhões (cerca de 45 44 milhões de euros) do que a soma atingida em 2011 pela pintura Os Jogadores de Cartas (1895), comprada pela família real do Qatar a um magnata grego.

Trata-se de um pintura representando duas jovens mulheres ao ar livre, executada um ano depois de o pintor ter chegado ao Taiti para a primeira das duas estadias na polinésia francesa que viriam a marcar em definitivo a sua obra. Uma delas, a de maior movimento e que desvia o olhar do observador, está vestida de forma tradicional, com os braços nus e uma flor branca na cabeça. A outra, um corpo hirto que parece aprisionado num vestido de corte ocidental semelhante aos que os missionários costumavam impor aos nativos que tentavam evangelizar, interpela quem a vê. À combinação das duas mulheres atribuem alguns historiadores uma ligação aos dilemas pessoais e artísticos do pintor, sempre entre dois mundos.
Fonte: Público
 
Nafea Faa Ipoipo (1892), de Gauguin
 

2 comentários:

  1. ADORO CEZANNE,E FIZ ALGUMAS RELEITURAS DE SUAS OBRAS EM AQUARELA .

    MAS EM SE TRATANDO DE ARTE ,TUDO É BELO . DEPENDE DO MOMENTO QUE ESTAMOS VIVENDO! ÓTIMO ARTIGO

    ResponderEliminar
  2. melhor relativizar - queria ver se ele destronaria obras de pintores melhores até mesmo Cezanne se as melhores obras deles em vez de estarem bem guardadas em Museus andassem a ser vendidas em leilão... coitadinho do Gaugin!!! Aliás ele mesmo não deveria ter opinião diferente desta...

    ResponderEliminar