sábado, 29 de agosto de 2015

29 de Agosto de 1780: Nasce o pintor Jean Auguste Dominique Ingres

Jean Auguste Dominique Ingres, último representante dos grandes pintores do neoclassicismo francês, nasceu no dia 29 de Agosto de 1780 em Montauban e faleceu em Paris no dia 14 de Janeiro de 1867. Atravessou sem dificuldade duas monarquias, dois impérios, duas repúblicas e três revoluções.

Artisticamente, Ingres  apresentou-se com uma postura ambígua frente aos postulados classicistas, o que o situa nas origens do movimento romântico.

Contemporâneo de Géricault e de Delacroix, Ingres nasceu em Montauban em 1780, tendo prolongado em plena época romântica o género clássico e académico. Estudou na Academia de Toulouse, antes de se mudar em 1797 para Paris, onde foi aluno de Jacques Louis David.

Desprezando os temas épicos, multiplica as tranquilas evocações da mitologia grega ou romana ou da Antiguidade, permitindo-se, porém, deformar os corpos de modo audacioso, longínquo precursor do cubismo.

Ao longo de uma carreira coberta de honrarias, Ingres  adaptou-se habilmente a todos os regimes políticos. Pintou Napoleão I em Uniforme de Gala e, depois, à época da Restauração, cultiva o género “trovador” com pequenos quadros que exaltam a monarquia: Henrique IV  a brincar com os seus filhos; Francisco I e Leonardo da Vinci, sem falar de uma obra em que surge Luis XIII a colocar a França sob a protecção da Virgem.

Ingres  destaca-se entre pintores de todas as épocas como retratista. Burguês sóbrio, Ingres, no entanto, envolvia a sua pintura de um erotismo desconcertante reflectido em A Grande Odalisca e na A Banhista de Valpinçon, pintada aos 30 anos e retomado meio século depois com Banho Turco.

Nessas obras, assim como em A Fonte, uniu o domínio da expressividade a uma sensualidade contagiosa que deu às obras  boa parte da sua atracção. Era considerado o melhor pintor de seu tempo, tendo passado à história da arte como um génio da pintura académica.


Em 1801 ganhou o Prémio de Roma com Aquiles e os Enviados de Agamenon, mas não pode ir a Itália para recebê-lo. Começou a trabalhar em Paris, atendendo encomendas privadas, em especial retratos, comoMademoiselle Riviere.

Depois de uma estadia de 4 anos em Florença a partir de 1820, regressou a Paris. Em 1824, o Voto de Luis XIIIfoi exposto no Salão de Paris ao lado de O Massacre de Quios de Delacroix. O contraste entre ambas as obras deu um grande prestígio a Ingres, que abriu um atelier na capital francesa, trabalhando incansavelmente até à sua morte.

Além de obras alegóricas de grande envergadura – A Apoteose de Homero, para o Louvre ; O Sonho de Ossian – e de quadros mitológicos, pintou nus femininos, que foram a sua grande especialidade e que perpetuaram o seu nome.
Fontes: Opera Mundi
wikipedia(imagens)
Ficheiro:Ingres, Self-portrait.jpg
Conheça nossa pág
Auto retrato com 24 anos
Ficheiro:Ingres, Napoleon on his Imperial throne.jpg
Napoleão no trono imperial - Jean Auguste Dominique Ingres
Ficheiro:Jean auguste dominique ingres princesse albert de broglie.jpg
Retrato da Princesa de Broglie - Jean Auguste Dominique Ingres


Sem comentários:

Enviar um comentário