sábado, 5 de setembro de 2015

Análise da obra: "Viajante Sobre o Mar de Névoa" de Caspar David Friedrich

Viajante Sobre o Mar de Névoa (em alemão: Der Wanderer über dem Nebelmeer, também conhecido como Caminhante Sobre o Mar de Névoa) é uma pintura a óleo de 1818 de Caspar David Friedrich.  A obra está no acervo da Kunsthalle de Hamburgo desde 1970.
Nesta obra uma figura solitária contempla uma imponente paisagem a partir de um pico rochoso. Nos arredores da paisagem os cumes próximos assomam no mar de névoa que se dissolve, além de uma montanha distante que se eleva sobre a cena, contra um céu luminoso. O autor usa um nevoeiro denso para obscurecer o que está entre as montanhas e, dessa maneira, criar um ar de mistério.
A  figura masculina insere-se numa atmosfera em que quase que se deixa levar pela força que a natureza exerce, estando o homem diante de uma montanha e sozinho. A natureza também está instável com a presença de uma neblina branca que chega a ser confundida até com um mar revolto, fica evidente a presença do vento que vai cada vez mais  aprofundando-se no horizonte até encontrar as nuvens que estão sempre em movimento. 
O homem retratado encontra-se no centro da composição e as linhas na horizontal, tanto de rochedos como de encostas e montanhas distantes, todas convergem para ele. O forte contraste de tom entre a silhueta escura do homem no rochedo e a claridade da neblina e do céu aumentam ainda mais o impacto da imagem.
Algumas teorias sugerem que o quadro talvez seja uma homenagem póstuma a um coronel da infantaria saxónica, devido ao posicionamento da figura central, que se destaca, erecta e heróica, contemplando a cena à sua frente. No entanto, a figura pode ser interpretada de diversas outras formas, como um símbolo do anseio do homem pelo inatingível ou ainda a alegoria da jornada da vida. Hubertus Gassner (director da Kunsthalle de Hamburgo) destaca que  a rocha representada na obra situa-se em terreno baixo, num prado próximo ao rio Elba, nas cercanias de Dresden. Também o casaco verde do caminhante é  parte da indumentária de um passeante urbano, não se ajustando a  roupa para uma caminhada de montanha em grandes altitudes. Com o caminhante, Friedrich não mostra assim a visão de nenhum escalador solitário de um pico, mas sim alguém como as pessoas que encontrava em Dresden, a cidade onde morava.

Viajante Sobre o Mar de Névoa sintetiza as ideias românticas sobre o lugar que o homem ocupa no mundo, como o isolamento do homem diante das forças da natureza. A obra tornou-se um ícone do indivíduo romântico e é uma das grandes referências da corrente do romantismo.
Fontes: https://www.deutschland.de
wikipedia (Imagens)

 Ficheiro:Caspar David Friedrich 032 (The wanderer above the sea of fog).jpg
Viajante Sobre o Mar de Névoa - Caspar David Friedrich

 Arquivo: DP 2011 55 Caspar David Friedrich.jpg
Selo alemão relativo à obra
File:Gerhard von Kügelgen portrait of Friedrich.jpg
Caspar David Friedrich por  Gerhard von Kügelgen c. 1810

Sem comentários:

Enviar um comentário