segunda-feira, 23 de novembro de 2015

23 de Novembro de 1900: Claude Monet expõe pela primeira vez obras da série ninfeias

Os primeiros quadros da série das ninfeias são expostos na galeria Durand-Ruel em Paris em 23 de Novembro de 1900. Até 1926, o pintor dedicou-se ao tema das ninfeias  do seu jardim de Giverny. No final da Primeira Guerra Mundial, Monet, grande amigo de Georges Clémenceau, presentearia o Estado com 19 ninfeias. Os quadros seriam expostos em dois salões na Orangerie em Paris.

No final do século XIX, Monet inaugurou um novo movimento nas artes plásticas: o impressionismo. A ideia era captar a luz da natureza e recebeu de início muitas críticas. Alguns anos mais tarde, vieram elogios calorosos.

O pintor nasceu em Paris em 1840, mas passou a infância em Havre. Desenhador de talento, fazia e vendia caricaturas. O trabalho despertou a atenção do pintor Eugène Boudin, que o incentivou a pintar paisagens e a natureza. Mais tarde, escreveria: "Se eu me tornei um pintor, devo-a a Boudin quem com uma bondade inesgotável cuidou de minha educação artística".

Em 1857, Claude Monet partiu para estudar em Paris e ingressou na Academia Suíça. Três anos depois, prestou serviço militar na Argélia e, após o retorno, entrou para o ateliê do pintor Gleyre e ali se encontrou com Renoir, Sisley e Bazille. Monet mostra admiração pelo trabalho de Edouard Manet e os dois tornam-se grandes amigos. Nessa época ele visita a floresta de Fontainebleau para pintar a céu aberto. Os seus quadros são recusados pelo Salão Oficial de Paris. Seriam expostos pela primeira vez em 1865.


Numa viagem a Londres, em 1871, o pintor descobre os quadros de William Turner e fica bastante impressionado com o seu estilo de pintura. Monet interessou-se desde então a transportar para a tela a impressão da luz sobre a água.

Monet pintou em 1872 uma paisagem de Havre, Impressão, o nascer do sol  (Museu Marmottan, Paris). Porém essa célebre obra foi mal recebida pelos críticos, em especial Louis Leroy, que se serviu da palavra ‘impressão’ para desdenhar desse estilo de pintura. Sem o saber, cunharia o nome da nova corrente: O Impressionismo.

Em 1883 Monet instalou-se em Giverny. Lá permaneceu mais de 40 anos. Em vez de representar a paisagem como um estado de alma, busca captar um instante fugaz da natureza. Pinta em seguida uma série de telas tendo como motivo a Catedral de Rouen (1892-1894).

Monet sofria de cataratas e teve de ser operado a um olho em 1923. Todavia continuou a pintar até ao início de 1926. Um cancro de pulmão o levaria à morte em 5 de Dezembro de 1926.


Fontes: Opera Mundi
wikipedia (imagens)



Estado actual dos Jardins de Giverny

Sem comentários:

Enviar um comentário