terça-feira, 24 de novembro de 2015

41.º Aniversário da Descoberta de Lucy

A Lucy é um esqueleto ( e não vários esqueletos) de um hominídeo pertencente à espécie Australopithecus afarensis. É muito importante porque, geralmente, dos vários hominídeos que se conhecem ( Ardipithecus, outros Australopithecus; Homo habilis, etc) só se possuem partes de esqueletos. Ou seja, quando se encontra um fóssil, esse fóssil é ou um crânio, ou um fragmento da mandíbula, apenas dentes; partes do esqueleto pós-craniano ( fémur, tíbia, úmero, etc), ou pegadas, mas só muito raramente se encontra um esqueleto mais ou menos completo Ora, a descoberta feita pela equipa de D. Johanson na Etiópia na década de 70 foi fantástica na medida em que se encontrou sensivelmente metade do total de ossos de um esqueleto de um mesmo indivíduo. Diz-se que na altura da descoberta se estava a ouvir a música "Lucy in the sky with diamonds" e, por isso, o esqueleto ficou conhecido por Lucy. Encontrou-se um conjunto de ossos, alguns fragmentados, que em laboratório "encaixavam" num mesmo indivíduo.A Lucy teria sido uma mulher adulta que não teria tido mais de 1,20m de altura que viveu há, aproximadamente, 3,3 milhões de anos. Para essa altura é dos poucos esqueletos que se conhece o que torna essa descoberta excepcional. O esqueleto da Lucy permitiu ver que a Lucy era bípede e que, simultaneamente, tinha um tamanho cerebral idêntico ao dos chimpanzés.Ou seja, a Lucy sugere que primeiro tornamo-nos bípedes, só depois se terá dado a evolução cerebral. É de relembrar que no tempo em que a Lucy viveu os hominídeos não enterravam os seus mortos, logo, as hipóteses de se encontratrem esqueletos bem conservados são muito reduzidas. 
Fontes: http://nautilus.fis.uc.pt/
wikipedia (imagens)
41º Aniversário da descoberta de Lucy

Reconstruction of the fossil skeleton of "Lucy" the Australopithecus afarensis.jpg
Reconstituição de Lucy

"Lucy in the sky with diamonds" - The Beatles

Sem comentários:

Enviar um comentário