quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

16 de Dezembro de 1775: Nascimento de Jane Austen

Jane Austen nasceu a 16 de dezembro de 1775, em Steventon, Hampshire, Inglaterra, sendo a sétima filha, e segunda rapariga, do reverendo George Austen, o pároco anglicano local, e da sua esposa Cassandra. O reverendo Austen era uma espécie de tutor, e complementava os ganhos familiares dando aulas particulares a alunos que residiam na sua casa. A família era formada por oito irmãos, sendo Jane e a sua irmã mais velha, Cassandra, as únicas mulheres. Dos irmãos, dois eram clérigos, outro herdou de um primo distante algumas casas em Kent e Hampshire e os dois mais jovens foram almirantes na Marinha Britânica. Cassandra e Jane eram muito amigas e confidentes, tendo trocado entre si muita correspondência, muita dela perdida pois Cassandra queimou muitas cartas após a morte da irmã. Nenhuma delas casou.
Em 1783, Jane e Cassandra foram para casa de Mrs Crawley, em Southampton, para prosseguir a educação sob a  sua tutela; porém tiveram que regressar a casa, devido a uma doença infecciosa em Southampton. Entre 1785 e 1786, ambas estudaram em Reading, lugar que pode ter inspirado Jane para descrever o internato de Mrs Goddard, que aparece na obra Emma. A educação que Austen recebeu ali foi a única recebida fora do âmbito familiar, ondeu aprendeu a ler, escrever, dançar e tocar piano.  Steventon foi o lar de Jane durante os primeiros 25 anos da sua vida. A partir dessa idade, Jane esteve em Kent com o seu irmão, na sua mansão em Godmersham Park, perto de Canterbury, e ainda passou alguns períodos curtos em Bath, onde viviam os seus tios.
Entre 1782 e 1784, os Austen fizeram representações teatrais na reitoria de Steventon, que entre 1787-1790 foram mais elaboradas graças à colaboração da sua prima, Eliza de Feuillide, a quem dedicou Love and Freindship.  Entre 1795 e 1799 começou a redigir as primeiras versões dos romances que se publicariam sob os nomes Sense and SensibilityPride and Prejudice e Northanger Abbey (que antes se intitulavam, respectivamente Elinor and MarianneFirst Impressions e Susan). Provavelmente, também escreveu Lady Susan nesta época. Em 1797, o seu pai quis publicar Pride and Prejudice, mas o editor recusou.
Em 1800, o seu pai decidiu mudar-se para Bath. Nessa época, a família costumava ir à costa todos os verões, e foi numa dessas viagens que Jane conheceu um homem que se enamorou dela. Quando partiu, decidiram voltar a ver-se, porém ele morreu. Tal facto não aparece, porém, em nenhuma das suas cartas, mas foi descrito muitos anos depois, e não se sabe o quanto esse namoro possa ter afectado Jane. Alguns chegam a considerar esse episódio como inspiração para a obra Persuasion.
Em dezembro de 1802, estando Jane e Cassandra com a família Bigg, perto de Steventon, Harris Bigg-Wither pediu Jane em casamento, e ela consentiu. No entanto, rompeu o compromisso no dia seguinte, e foi com Cassandra para Bath. Cassandra estava comprometida com Thomas Fowle que, sem condições financeiras para casar, adiava o casamento desde 1794. Thomas acabou por morrer de febre amarela, em 1797, no Caribe, onde estava colocado como militar, justamente para ganhar dinheiro para o casamento. Nem Jane, nem Cassandra Austen chegaram a casar-se.
                                              
Em 1806, os Austen mudaram-se para Southampton, perto da marina de Portsmouth, o que lhes permitia visitar frequentemente os irmãos Frank e Charles, que serviam na marinha como almirantes. Em 1809 mudaram-se para Chawton, perto de Alton e Winchester, onde o seu irmão Edward as abrigou numa pequena casa dentro de uma das suas propriedades. Esta casa tinha a vantagem de ser em Hampshire, o mesmo condado onde elas tinham passsado a infância. Uma vez instaladas, Jane retomou as suas atividades literárias revendo Sense and Sensibility, que foi aceite por um editor em 1810 ou 1811, apesar de a autora assumir os riscos da publicação.
Jane adoeceu em 1816, possivelmente com a Doença de Addison, uma enfermidade rara do foro endócrino cujos sinais e sintomas desenvolvem-se de forma lenta e subtil e que se caracteriza basicamente pela deficiência da hormona cortisol e outros corticosteróides. Daí que Jane começasse a evidenciar sinais de cansaço fácil, fraqueza e enjoos. A doença era fatal se não tratada pois induzia a insuficiência renal. No verão de 1817, a família levou-a para Winchester para estar mais perto do seu médico. No entanto, este nada pode fazer por ela e, a 18 de julho de 1817, Jane Austen morreu, nos braços da irmã, aos 41 anos de idade. As suas últimas palavras foram: "Nada quero mais do que a morte". Cassandra herdou tudo aquilo que era de Jane.
wikipedia (imagens)




Retrato a óleo de Jane Austen, feito em 1875, de autor desconhecido, baseado na aquarela feita pela irmã em 1810

Sem comentários:

Enviar um comentário