quinta-feira, 8 de setembro de 2016

08 de Setembro de 1664: Os ingleses conquistam Nova Amesterdão que passa a designar-se Nova Iorque

No dia 8 de Setembro de 1664, os ingleses conquistaram a cidade de Nova Amesterdão e  rebaptizaram-na com o nome de Nova Iorque em homenagem ao duque de York e Albany.
A cidade de Nova Iorque ganhou importância como porto comercial durante o Império Britânico. Em 1754, foi fundada a primeira casa de altos estudos da cidade, a Universidade de Columbia.

Durante a Guerra da Independência dos Estados Unidos, a cidade emergiu como cenário de importantes batalhas. Em 1789, o primeiro presidente dos Estados Unidos, George Washington, foi anunciado no Federal Hall e Nova Iorque manteve-se como a capital dos Estados Unidos até o ano seguinte.

No século XIX, a imigração e o desenvolvimento transformaram a cidade. Um projecto de desenvolvimento, o Commissioners’ Plan de 1811, expandiu a mancha urbana por toda a ilha de Manhattan. A abertura, em 1819, do Canal do Erie conectou o porto atlântico com os vastos mercados agrícolas do interior do país.
Em 1835, a cidade de Nova Iorque já havia superado  Filadélfia como a maior cidade dos Estados Unidos. A política local tinha caído sob o domínio do Tammany Hall, um sistema de clientelismo político apoiado nos imigrantes irlandeses. Alguns membros da antiga aristocracia mercantil contribuíram para a criação do Central Park, que se converteu no primeiro parque paisagístico de uma cidade norte americana em 1857. Manhattan e Brooklyn foram palco de um importante movimento abolicionista.
Durante a Guerra de Secessão (1861-1865), a oposição ao militarismo provocou uma série de manifestações violentas conhecidas como Draft Riots (Revoltas do Alistamento). As ‘New York City Draft Riots’ conhecidas à época como “A Semana do Alistamento” consistiram em violentos distúrbios que foram a culminação do descontentamento da classe trabalhadora com as novas leis aprovadas pelo Congresso com a finalidade de alistar homens para lutar na Guerra Civil em curso. Essas revoltas estão registadas como a maior insurreição civil da história dos Estados Unidos, à parte apenas a própria Guerra de Secessão.

Em 1898, Nova Iorque já era uma cidade moderna, ainda mais com a anexação a Manhattan de Brooklyn – até então uma cidade independente – e graças a projectos como a Ponte de Brooklyn. A abertura do metro em 1904 ajudou a unir a cidade. E já na primeira metade do século XX, a cidade  convertia-se num dos mais importantes centros do mundo das finanças, do comércio, da indústria, da cultura e das comunicações.
Fontes:Opera Mundi
wikipedia (imagens)
Nova Amesterdão em 1664 -Johannes Vingboons
Nova Iorque em 1770

Sem comentários:

Enviar um comentário