sexta-feira, 30 de setembro de 2016

61.ºaniversário da morte de James Dean

Ator norte-americano, de nome completo James Byron Dean, nascido a 8 de fevereiro de 1931, em Marion, no estado de Indiana, e falecido a 30 de setembro de 1955, em Cholame, no estado da Califórnia, vítima de um acidente de automóvel. A sua imagem continua a ser um símbolo da juventude rebelde e idealista. Aos 9 anos, com a morte de sua mãe, foi educado pelos tios. Após concluir os estudos liceais, instalou-se em Los Angeles, onde chegou a matricular-se no Curso de Direito, tendo desistido pouco depois. Juntou-se a um workshop liderado pelo ator James Whitmore, a que se seguiu uma participação na série televisiva de cariz religioso Family Theatre (1951). Fez depois figurações nos filmes Fixed Bayonets (Baionetas Caladas, 1951), Sailor Beware (O Marujo Conquistador, 1952), Has Anybody Seen My Gal? (Viram a Minha Noiva?, 1952) e Trouble Along the Way (Barreiras Vencidas, 1953). Decidido a mudar de ares, foi para Nova Iorque, onde se matriculou no Ator's Studio. deu razão toda a sua rebeldia, tendo sido chamado a protagonizar a peça Beat the Clock (1954). Mas foi a forma como interpretou o papel de chantagista árabe na peça The Immoralist (1954) que mostrou como a sua carreira no cinema seria promissora. Elia Kazan sentiu que Dean era um ator à imagem de Marlon Brando e apostou nele para protagonizar East of Eden (A Leste do Paraíso, 1955), uma adaptação do romance de John Steinbeck, onde deu corpo a Cal, um jovem irrequieto em permanente conflito interior que busca conquistar a aceitação do pai. O filme foi um sucesso absoluto, catapultando a carreira de Dean, que foi nomeado para o Óscar de Melhor Ator no seu filme de estreia como protagonista e levando a Warner a propor-lhe um contrato de sete anos. Seguiu-se Rebel Without a Cause (Fúria de Viver, 1955), um título que ganharia aura de culto, especialmente entre o público adolescente e juvenil que olhava para Dean como um ícone. Quase em simultâneo, integrou o elenco do épico The Giant (O Gigante, 1956), representando a personagem Jett Rink, um operário que singra na vida a ponto de se tornar um magnata do petróleo. Findas as rodagens deste título, Dean procurou tirar uns dias de folga para se dedicar à sua grande paixão: a velocidade. Para tal, adquirira um Porsche 550 Spider, que conduziu a alta velocidade em direção a um evento automobilístico em Salinas. Num cruzamento, embateu lateralmente noutro veículo e despistou-se, tendo morte imediata. A sua morte provocou ondas de comoção nos Estados Unidos e coincidiu com a estreia comercial de Fúria de Viver. Quando foi nomeado postumamente para Óscar de Melhor Ator pela sua participação em O Gigante, era convicção geral que Dean ganharia o prémio, mas acabou por ser Yul Brynner a sair vencedor.
James Dean. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2013.
wikipedia (Imagens)
File:James Dean - publicity - early.JPG
James Dean em 1953
File:James Dean and Porsche Speedster 23F at Palm Springs Races March, 1955.jpg


James Dean em Palm Springs 1955


Sem comentários:

Enviar um comentário