quinta-feira, 13 de outubro de 2016

O Cubismo

O Cubismo constitui uma rutura com a forma tradicional de representação ilusória do objeto no espaço, presente na arte desde o Renascimento. Esta corrente estética pretende a definição do objeto tendo em conta a bidimensionalidade do suporte e rebatendo-o de forma a que as diferentes faces do seu volume possam ser mostradas simultaneamente.
Este inovador método de construir a imagem pictórica foi desenvolvido por Picasso e Braque na primeira década do século XX. A primeira manifestação cubista ocorre em 1907 com a obra "Les Demoiselles d'Avignon", na qual Picasso apresenta algumas figuras angulosas e esquematizadas numa composição geométrica, onde as zonas de sombra são substituídas por linhas paralelas. São evidentes as influências exercidas pela arte ibérica e africana, que Picasso aponta como sendo as suas principais referências.
No cubismo é possível distinguir três fases distintas: o cubismo cézanniano (1907-1909), analítico (1910-1912) e sintético (1913-14).
Cézanne é frequentemente apontado como o precursor do cubismo através do conjunto final da sua obra, no qual o real é apresentado pela redução a volumes geométricos simples. De acordo com este princípio, o primeiro período cubista caracteriza-se por uma fragmentação dos volumes, uma quebra da linha de contorno dos mesmos e uma diluição da oposição entre figura e fundo.O cubismo analítico, partindo da atenção dada ao plano e ao volume enquanto unidades formais autónomas presente na pesquisa do período anterior, torna mais complexa a representação da realidade tridimensional. Os volumes são apenas sugeridos e a relação entre os objetos é explorada em detrimento da sua afirmação individual, eliminando-se qualquer diferenciação pela via da cor. Em muitas obras, são acrescentados papéis colados que, pelas suas qualidades plásticas, permitem introduzir um maior espetro nos valores cromáticas, tornando-se importantes auxiliares da expressão espacial.
A unidade do objeto, entretanto diluído na composição geométrica do espaço, constitui a principal orientação do período sintético. O objeto é representado no seu aspeto essencial e reduzido aos seus atributos específicos.
Cubismo. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2012.
 
Casas em L’Estaque - Georges Braque
 

Guernica - Pablo Picasso
 
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário