segunda-feira, 21 de novembro de 2016

21 de Novembro de 1877: Thomas Edison anuncia a invenção do Fonógrafo

Thomas Edison foi um inventor norte-americano (1847-1931), registou mais de 1000 patentes na área da tecnologia, incluindo a lâmpada elétrica incandescente, o fonógrafo e o aparelho de projeção.
Apenas com doze anos de idade, começou a vender jornais durante viagens de comboio. Depois, num vagão que lhe foi cedido, montou uma prensa de impressão e fundou o jornal Weekly Herald que redigia, imprimia e vendia durante as viagens. Nos tempos livres, dedicava-se ao estudo de física, mecânica e química e fazia experiências no vagão. No decorrer de uma experiência pegou fogo ao vagão, sendo obrigado a mudar de emprego. Foi então trabalhar para um posto de telégrafo, emprego que ocupou até à Guerra Civil (1861-1865). Aos 17 anos de idade registou a primeira patente - um telégrafo duplo. Ao aperceber-se da necessidade de comunicações rápidas, durante a guerra, dedicou-se às invenções neste campo. Tornou-se rico e famoso, criando o primeiro centro de investigação fora da Universidade. A sua descoberta, denominada "efeito de Edison", fenómeno que consiste na emissão de eletrões por metais incandescentes, está na base da lâmpada de díodo.Edison desempenhou um papel fundamental nos campos das comunicações e da eletricidade.
Thomas Edison. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2012.



File:Edison and phonograph edit1.jpg
Thomas Edison com o seu segundo fonógrafo - Fotografia de  Mathew Brady 
  
O fonógrafo é um aparelho para registar e reproduzir o som. Foi inventado, em 1877 por Thomas Alva Edison.O fonógrafo é uma derivação direta do fonoautógrafo inventado por Scott de Martinville em 1857 e do paleófono, criado por Ch. Cross.
O fonógrafo inventado por Edison era basicamente um recetor constituído por um funil metálico cujo o extremo mais estreito ligava a uma membrana unida a um estilete. Ao falar para a embocadura a membrana vibrava em função do som emitido e a vibração era transmitida ao estilete que gravava sobre a superfície de um cilindro de cera giratório, que constituía o sistema de registo. O recetor movia-se, por sua vez, no sentido perpendicular ao movimento de rotação do cilindro, com o que se conseguia um sulco espiral, que abrangia toda a superfície deste.
Para reproduzir usava-se outro funil, o mesmo ou maior, em cujo extremo mais estreito existia outra membrana e outra agulha. No momento da reprodução, tanto o cilindro como o elemento reprodutor seguiam o mesmo movimento que no momento da gravação. A agulha seguia o sulco registado na superfície da cera e transmitia a vibração ao diafragma, reproduzindo assim o som original.
Este fonógrafo foi substituído pelo gramofone, que utilizava discos em vez de cilindros.
fonógrafo. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2012.
Wikipedia(Imagens)


Sem comentários:

Enviar um comentário