quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

04 de Janeiro de 1785: Nasce Jacob, o mais velho dos irmãos Grimm

No dia 4 de Janeiro de 1785, nasce o mais velho dos irmãos Grimm, Jacob, em Hanau, Alemanha. O irmão, William, nasceria no ano seguinte. Os dois  tornaram-se famosos pelas belas fábulas que criaram e que persistem no imaginário colectivo até hoje. 
Na tradição oral, as histórias compiladas não eram destinadas ao público infantil e sim aos adultos. Foram os Grimm quem as dedicaram às crianças pela sua temática mágica e maravilhosa. Fundiram, assim, esses dois universos: o popular e o infantil. 
Surge então uma grande literatura infantil para encantar crianças de todo o mundo. São contos que atravessam os séculos, ultrapassam todas as fronteiras, ganham todos os idiomas vivos, surgem em palcos de teatro e telas de cinema e televisão. Conquistam corações de crianças e adultos. São contos que dão vida a bruxas e fadas, a ogros, anões, duendes, poções mágicas, dragões, feras e animais domésticos, a pessoas malvadas e bondosas, a personagens lindos e outros feios. Tudo num contexto sobrenatural, mágico, misterioso, maravilhoso.
A violência presente nos contos de Charles Perrault, escritor e poeta francês, o primeiro a dar acabamento literário aos contos de fadas, cede lugar a um humanismo, onde se destaca o sentido do maravilhoso da vida. Perpassam pelas histórias, de forma suave, duas temáticas em especial: a solidariedade e o amor ao próximo. A despeito dos aspectos "negativos" que continuam presentes nessas histórias, o que predomina, sempre, são a esperança e a confiança na vida. 
É possível observar essa diferença, confrontando-se os finais da história de Chapuchinho Vermelho em Perrault, que termina com o lobo a devorar a menina e a avó, e em Grimm, onde o caçador abre a barriga do lobo, deixando que as duas fiquem vivas e felizes enquanto o lobo morria com a barriga cheia de pedras que o caçador ali colocou. 
Jovens, os dois irmãos ajudaram alguns amigos nas pesquisas para uma importante colecção de contos folclóricos. Um dos autores, impressionado com o trabalho dos irmãos, sugeriu que publicassem alguns dos contos folclóricos orais que haviam reunido. A colecção veio à luz sob o título Contos para Crianças e Famílias, mais tarde conhecida como Contos de Fadas dos Irmãos Grimm, publicada em diversos volumes entre 1812 e 1822. 
A colecção dos irmãos Grimm inclui alguns dos mais célebres contos de fadas: Branca de Neve e os Sete Anões, Cinderela ou A Gata Borralheira, João e Maria, Rapunzel, A Bela Adormecida, Músicos de Bremen e O Ganso de Ouro. Os irmãos desenvolveram os contos ao ouvir os contadores de histórias tentando reproduzir as suas palavras e técnicas de contar tão fielmente quanto possível. O seu método contribuiu para uma abordagem científica para a documentação do folclore. 
Jacob continuou a pesquisar histórias e linguagem, tendo publicado um influente volume de gramática alemã. Em 1829, Jacob e William tornaram-se bibliotecários e professores na Universidade de Gottingen. Jacob publicou outra importante obra, Mitologias Germânicas, explorando as crenças dos teutónicos anteriores à era Cristã. Em 1840, o rei Frederico Guilherme IV da Prússia convidou-os a irem a Berlim, onde se tornaram membros da Real Academia de Ciências. Começaram a trabalhar na realização de um enorme dicionário, mas William morreu em 1859, antes que os verbetes da letra D estivessem completos. 


William Grimm morreu no dia 16 de Dezembro de 1859. A Academia de Berlim escreveu: "No dia 16 do último mês faleceu William Grimm, membro da Academia, que fez brilhar o seu nome como linguista alemão e colector de lendas e poemas. O povo alemão está habituado a associá-lo ao seu irmão mais velho Jacob. Poucos homens são honrados e amados como  os irmãos Grimm, que no espaço de meio século ampararam-se reciprocamente e fizeram-se conhecidos por um trabalho comum". Jacob morreu em 20 de Setembro de 1863. Os dois irmãos descansam juntos no cemitério de Matthäus em Berlim-Schöneberg. 









Fontes: Opera Mundi
wikipedia (imagens)

Jacob e Wilhelm Grimm em 1843 
Jacob (direita) e Wilhelm Grimm (esquerda) numa pintura feita em 1855 por Elisabeth Jerichau-Baumann

Sem comentários:

Enviar um comentário