sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

17 de Fevereiro de 1843: Abertura do trânsito na ponte Ponte Pênsil, no Porto

A ponte Pênsil originalmente chamada de D.Maria II, ligava as margens das cidades do Porto e de Gaia. Começou a ser construída  em Maio de 1841, para homenagear a Rainha D.Maria II, no 7º aniversário da sua coroação. 
A sua construção foi entregue à empresa francesa Claranges Lucotte & Cie, de propriedade do Conde Claranges Lucotte, inserindo-se no plano de construção da futura estrada que ligaria o Porto e Lisboa. O projecto foi da autoria do engenheiro Stanislas Bigot com a colaboração do engenheiro José Vitorino Damásio. Os engenheiros Mellet e Amédée Carruette colaboraram durante a sua construção.
Inaugurada a 17 de Fevereiro de 1843 foi a primeira obra permanente construída em Portugal sobre o Rio Douro. Para a sua travessia eram cobrados 5 reis por cada pessoa a pé, 20 reis por cada cavalo e 40 por um carro com uma junta de bois.  Cada cadeirinha de mãos pagava 60 reis. Os preços duplicavam à noite, passados três quartos de hora do pôr-do-sol, voltando às taxas normais três quartos de hora antes do nascer do sol. Manteve-se em funcionamento durante cerca de 45 anos, até ser substituída pela Ponte Luís I, construída ao seu lado. Foi desmontada em 1887 e actualmente apenas restam os dois pilares e a casa do Guarda Militar, que assegurava o pagamento de portagem para a sua travessia, na margem do Porto.
wikipedia(imagens)
Gravura de Dorey
 
 
Ficheiro:View of Porto - suspension bridge.gif
 
 
 
 
Ficheiro:Ponte pênsil do Porto.jpg
Gravura pelo Barão de Forrester

 

Sem comentários:

Enviar um comentário