terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

21 de Fevereiro de 1916: Início da Batalha de Verdun

Às 7h30 da manhã de 21 de Fevereiro de 1916, tropas de infantaria alemãs, comandadas pelo chefe do estado-maior Erich Von Falkenhayn, atacaram as fortificações e trincheiras de Verdun, em França. As três divisões francesas, estacionadas a cerca de 15 quilómetros, são bombardeadas pela artilharia inimiga durante nove horas. A potência de fogo era tanta que a colina chamada de “Costa 304” perdeu sete metros de altura. As primeiras posições da margem sul do rio Meuse foram tomadas pelas tropas alemãs. A resposta francesa seria comandada pelo general Philippe Pétain. 

No dia 25 de Fevereiro, o general Pétain foi nomeado comandante-em-chefe das operações em Verdun e  apressou-se em executar o plano que lhe daria a reputação como estratego militar. Optando por uma “via sagrada” que ligaria a frente de batalha à vila de Bar-le-Duc, mais acima no rio, ajudaria o exército francês a manter as suas posições e repelir o inimigo. Ele seria o autor também do “torniquete”, que consistia numa rotação das tropas no campo de batalha, o que permitia evitar o desgaste excessivo dos soldados. 

No dia 1 de Maio, o quartel-general francês decidiu mudar de táctica em Verdun. Encontraram em Pétain um excelente defensor, mas precisavam de alguém com mentalidade mais ofensiva para conduzir um contra-ataque. O general Nivelle foi nomeado para substituir Pétain. 

Após um ataque com o gás tóxico fosgénio, os alemães - já muito próximos de Verdun - lançam um ataque que Von Falkenhayn esperava que fosse decisivo. Contudo, o gás  dissipou-se e os alemães tiveram de encarar um inimigo que soube  reorganizar-se. Já no dia seguinte, os franceses lançaram contra-ataques dispersos, embora bastante infrutíferos. 

O general Von Falkenhayn lançou uma última ofensiva para tomar Verdun de assalto. Diante do ataque das forças britânicas no Somme, que arrasa as forças alemãs, elas passam a correr contra o tempo. 
Depois do mês de Agosto, os franceses tomaram a iniciativa e lançaram uma ampla ofensiva para retomar os fortes de Vaux e de Douaumont.  A frente de batalha estendeu-se por 7 quilómetros e a estratégia  comprovou-se eficaz. Os alemães foram obrigados a recuar e, após terem perdido Thiaumont, viram os franceses tomar o forte de Douaumont sem ser travado um verdadeiro combate. Os franceses tiveram de esperar até 3 de Novembro para alcançar o forte de Vaux. Os alemães foram definitivamente suplantados e não puderam mais retornar ao combate. As operações de guerra na região diminuíram bastante de intensidade em Dezembro. 

A batalha de Verdun teria fim 10 meses depois do início, em 15 de Dezembro. O balanço seria um dos mais pesados da Primeira Guerra Mundial: 700 mil mortos. 

Celebrado na França como o “Herói de Verdun” pela sua bravura, Philippe Pétain tornou-se o “Traidor de Vichy" durante a Segunda Guerra Mundial, devido à sua colaboração com as forças de ocupação da Alemanha nazi - o mesmo país contra o qual lutara duas décadas antes. 
Fontes: Opera Mundi
wikipedia (imagens)

Ficheiro:French 87th Regiment Cote 34 Verdun 1916.jpg
87.º Regimento francês entrincheirado em Hill 34, fora de Verdun
Ficheiro:River Crossing NGM-v31-p338.jpg
Tropas de reserva francesas a atravessar um rio em direcção a Verdun

Sem comentários:

Enviar um comentário