domingo, 4 de junho de 2017

04 de Junho de 1978: Morre o escritor, tradutor e pedagogo Jorge de Sena, autor de "O Físico Prodigioso", "Sinais de Fogo" e " O Reino da Estupidez".

Jorge Cândido de Sena nasceu em 2 de Novembro de 1919 em Lisboa. Foi poeta, crítico, ensaísta, ficcionista, dramaturgo, tradutor e professor universitárioFilho único de Augusto Raposo de Sena, natural de Ponta Delgada e comandante da marinha mercante, e de Maria da Luz Telles Grilo de Sena, natural da Covilhã e dona-de-casa. Ambas as famílias eram da alta burguesia, a paterna de suposta linhagem aristocrática de militares e altos funcionários, e a materna de comerciantes ricos do Porto. Segundo relata no seu conto Homenagem ao Papagaio Verde, teve uma infância recolhida, solitária e infeliz, o que fez com se tornasse introspectivo, observador e imaginativo. Terminou em 1936 o seu curso de liceu , ano em que se inscreveu nos preparatórios para a escola naval. Formou-se em engenharia civil na faculdade de engenharia do Porto.
Até 1959 foi funcionário da Junta Autónoma de Estradas, data em que se exilou no Brasil, onde concluiu o doutoramento em letras e regeu as cadeiras de teoria da literatura e literatura portuguesa na Universidade de Araquara. A partir daí, desenvolveu uma actividade académica intensa nas áreas da literatura e cultura portuguesas. Foi catedrático contratado de Teoria da Literatura na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Assis (Estado de São Paulo). Em 1961, transitou para a Universidade de Araraquara, igualmente em São Paulo, como catedrático contratado de Literatura Portuguesa. Adoptou a nacionalidade brasileira em 1963. Em 1965 seguiu, também como professor, para a Universidade do Wisconsin (EUA) e, cinco anos mais tarde, para a Universidade da Califórnia, onde veio a chefiar os departamentos de Espanhol e Português e o de Literatura Comparada, cargos que manteve até 1978. Recebeu o Prémio Internacional de Poesia Etna-Taormina pelo conjunto da sua obra poética e foi condecorado com a Ordem do Infante D. Henrique por serviços prestados à comunidade portuguesa. Recebeu postumamente a Grã - Cruz da  Ordem de Santiago.
Faleceu em Santa Bárbara no dia 4 de Junho de 1978. Em 11 de Setembro de 2009, os seus restos mortais foram trasladados de Santa Bárbara, Califórnia, para o Talhão dos Artistas do Cemitério do Prazeres, em Lisboa, depois duma cerimónia de homenagem na Basílica da Estrela, com a presença de familiares, amigos e entidades oficiais.
wikipédia

Jorge de Sena


Jorge de Sena por Victor Couto


Sem comentários:

Enviar um comentário