sábado, 10 de junho de 2017

10 de Junho de 1819: Nasce Gustave Courbet, Mestre do Realismo

Pintor francês, Jean Désiré Gustave Courbet nasceu a 10 de Junho de 1819, perto de Besançon, numa família de camponeses abastados. Teve algumas aulas de desenho com professores locais. Foi para Paris, onde iniciou e logo abandonou os estudos de direito. Foi sobretudo um autodidacta, copiando os grandes mestres no Louvre, principalmente Hals e Velázquez. Estudou desenho e pintura com um seguidor de Jacques-Louis David. Completou os seus estudos em Paris, no Atelier Suisse, pois tinha opiniões muito firmes contra as instituições académicas. A partir de 1844 começou a ser exposto regularmente no Salon de Paris. A sua obra sofreu a influência do Realismo do século XVII da pintura holandesa, francesa e espanhola. Entre 1848 e 1850, contra os hábitos da época de quadros em pequeno formato, pintou quatro telas monumentais: Depois do Jantar em Ornans, Os Britadores de Pedra, Enterro em Ornans e Regresso da Feira. Em O Estúdio do Pintor (1855), resumia as teorias realistas que professava. A luz e a cor do Midi, que visitou em 1854, influenciaram a luminosidade e o brilho dos trabalhos posteriores. Em A Toilette da Noiva (1865-70) concebe uma nova concepção de perspectiva, deixando de seguir o esquema geométrico dos cânones e baseando-se na aparência real.
Courbet foi também um  pintor de mulheres: uma das suas  obras mais conhecidas é um torso feminino desnudo, mostrando o sexo, mas sem a cabeça, os braços e as pernas, intitulado "A origem do mundo", de 1866. Os últimos anos de vida foram perturbados pelas suas atitudes políticas. Depois da queda da Comuna, fugiu para a Suíça, onde morreu a 31 de Dezembro de 1877.
Gustave Courbet. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2012.
wikipedia (Imagens)



Auto Retrato - Gustave Courbet

Arquivo: Gustave Courbet.jpg
Gustave Courbet (retrato por Nadar) 




O Homem Ferido - Gustave Courbet
Arquivo: Gustave Courbet - Um Enterro em Ornans - Google Art Projeto 2.jpg


Enterro em Ornans - Gustave Courbet

Sem comentários:

Enviar um comentário