segunda-feira, 24 de julho de 2017

24 de Julho de 1833: Guerra Civil. As tropas liberais do Duque da Terceira entram em Lisboa

No dia 24 de Julho de 1883, as tropas liberais de D. Pedro IV, comandadas pelo Duque da Terceira, entraram vitoriosamente em Lisboa, tendo desembarcado no Algarve e atravessado o Alentejo sem dispararem um único tiro.
Lisboa foi entregue ao comandante-chefe liberal, o Duque da Terceira, pelo Duque de Cadaval, antigo primeiro-ministro do rei D. Miguel, a 24 de Julho de 1833.
Na verdade, as tropas de D. Miguel tinham abandonado Lisboa de madrugada, tendo a capital sido libertada das tropas absolutistas. Durante a noite anterior, tomados de súbito pânico, Nuno Caetano Álvares Pereira de Melo,  6.º duque de Cadaval, que encabeçava o ministério miguelista, e os restantes ministros decidiram abandonar Lisboa sem opor resistência. Num dos episódios mais estranhos de toda a guerra, o duque de Cadaval, comandante do exército miguelista em Lisboa, organizou uma grande parada militar que se dirigiu para norte, sem ter sequer entrado em combate. As forças do duque da Terceira entraram na cidade a 24 de Julho, sendo entusiasticamente recebidas como libertadoras. Dois dias depois, chegava Charles Napier com a esquadra que vinha bloquear o Tejo, operação tornada desnecessária pela reviravolta entretanto ocorrida.
Um ano depois, em 1834, é a vez de todo o território ser libertado e D. Miguel exilado.
Em 1878, a Câmara Municipal de Lisboa decide chamar Rua 24 de Julho à parte do aterro ocidental que começa na Praça D. Luís I e termina no caneiro de Alcântara. A alteração de rua para avenida foi feita a 18 de Outubro de 1928.
Em 1860 teve início a construção da estátua (da autoria de José Simões de Almeida e de António Gaspar)  em homenagem a António José de Sousa Manuel Menezes Severim de Noronha, sétimo conde de Vila Flor e duque da Terceira (título que recebeu por ter encabeçado a resistência liberal na ilha Terceira). 
A inauguração (1877) coincidiu com a comemoração do 44.º aniversário do desembarque do duque da Terceira em Lisboa, à frente das tropas liberais.
Trata-se de uma estátua de bronze, com altura de 3,30m, onde a figura do duque é representada em traje militar, de rosto sóbrio e numa posição de chefia e comando. A estátua encontra-se na Praça Duque da Terceira, no Cais do Sodré.
wikipedia (imagens)
O Duque da Terceira
O Duque da Terceira em 1850
Estátua em homenagem ao Duque da Terceira

Sem comentários:

Enviar um comentário