sexta-feira, 4 de agosto de 2017

04 de Agosto de 1875: Morre o escritor dinamarquês Hans Christian Andersen

Escritor dinamarquês, o autor de contos de fadas mais conhecido mundialmente, nasceu a 2 de Abril de 1805, em Odessa, e morreu a 4 de Agosto de 1875, em Copenhaga, também na Dinamarca.
Membro de uma família humilde, aos 11 anos, após a morte do pai, foi viver para a capital, Copenhaga, onde estudou canto e dança, graças a uns protetores. Trabalhou no Teatro Real como ator e bailarino e também escreveu algumas peças. Entretanto, em 1828, entrou na Universidade de Copenhaga.
Contudo, o grande interesse de Hans Christian Andersen era a literatura o que fez dele um ávido leitor. Em 1833, começou a publicar os seus primeiros textos, desde obras dramáticas, a diários, apontamentos de viagens e romances. O reconhecimento internacional chegou em 1835 com o romance O Improvisador. Ainda a nível de romances escreveu Nada como um menestrel (1837), Livro de Imagens sem imagens (1840) e O romance da minha vida (autobiografia, 1847).
Contudo, tornou-se mundialmente famoso pelos contos que escreveu, especialmente por serem dedicados ao público infantil, o que era raro na época. Publicou os primeiros em 1835 e foi acrescentando outros até 1872, altura em que atingiu os 156 contos. De início, Andersen baseou-se nas tradições populares do seu país para escrever as histórias, passando depois aos contos de fadas e a outros onde a Natureza era a protagonista, ou até mesmo os objetos. Assim, escreveu, sucessivamente, contos como Companheiro de Viagem, Os Cisnes Selvagens, O Duende, A Colina dos Elfos, O Rouxinol, O Sapo, O Abeto, As Flores da Pequena Ida, A Agulha de Remendar, A Gota de Água, A Velha Lanterna e Os Trapos. Contudo, nos seus contos mais famosos, O Soldadinho de Chumbo e A Pequena Sereia, notavam-se influências autobiográficas.
Nos seus contos havia sempre uma moral e Andersen tentava passar a ideia de padrões de comportamento que deveriam ser adotados, nomeadamente para que houvesse igualdade entre todas as pessoas.
Hans Christian Andersen escreveu regularmente até 1872, altura em que ficou bastante doente. Viria a morrer três anos mais tarde, a 4 de Agosto de 1875, em Copenhaga.
A data de nascimento do escritor, 2 de Abril, é hoje em dia utilizada para assinalar o Dia Internacional do Livro Infanto-Juvenil e o mais importante prémio literário do mundo do género, atribuído pelo International Board on Books For Young People, tem o seu nome.
Hans Christian Andersen. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2013.
wikipedia (Imagens)

Hans Christian  Andersen, 1836 - Christian Albrecht Jensen
File:Hans Christian Andersen 2.jpg
Hans Christian  Andersen, 1860

Sem comentários:

Enviar um comentário