sexta-feira, 29 de maio de 2020

29 de Maio de 1953: O cume do Monte Everest é atingido pela primeira vez, pelos alpinistas Edmond Hillary e Tenzing Norgay

No dia 29 de Maio de 1953, Edmund Hillary, da Nova Zelândia, e Tenzing Norgay, um sherpa do Nepal, tornam-se os primeiros exploradores a atingir o pico do Monte Everest, que, com os seus quase nove quilómetros acima do nível do mar, é o ponto mais alto da Terra.

Os dois faziam parte de uma expedição britânica. Realizaram a sua última investida em direcção ao pico após passar a noite numa altitude de 8200 metros. No dia 2 de Junho, a notícia da conquista rapidamente se espalhou pelo mundo. O Monte Everest situa-se na crista da Cordilheira dos Himalaias, entre a fronteira do Tibete e do Nepal.

Os ingleses passaram a denominar a montanha em homenagem a George Everest, um sobrevivente britânico de uma escalada do século XIX. O pico do Everest atinge a altitude de dois terços da atmosfera terrestre, próxima dos voos de aviões a jacto. Lá, os níveis de oxigénio são muito baixos, clima é imprevisível e perigoso.

A primeira tentativa de escalar o Everest foi feita em 1921 por uma expedição britânica que caminhou 600 quilómetros através do planalto tibetano até ao sopé da grande montanha. Uma furiosa tormenta forçou-os a desistir da escalada. Alpinistas como George Mallory, contudo, descobriram o que poderia ser uma rota viável rumo ao topo.

Uma segunda expedição, chefiada por Mallory, retornou em 1922 e, com George Finch e Geoffrey Bruce, alcançou a impressionante marca dos 8200 metros. Numa outra tentativa feita por Mallory, também naquele ano, sete acompanhantes sherpas morreram numa avalanche.

Durante muito tempo os sherpas desempenharam um papel essencial nas escaladas da cordilheira em virtude de sua resistência e habilidade em suportar elevadas altitudes. Em 1924, uma terceira expedição foi levada a cabo e o alpinista Edward Norton atingiu a altitude de 8550 metros sem usar oxigénio artificial – apenas a 300 metros do topo.

Quatro dias depois, Mallory e  Andrew Irvine iniciaram uma investida em direcção ao ponto mais alto e nunca mais foram vistos vivos. Em 1999, o corpo de Mallory, preservado, foi encontrado no Everest. Tinha sofrido inúmeras fracturas numa queda. Se atingiram ou não o topo, permanece um mistério.

Depois do acesso ter sido fechado durante a Segunda Guerra Mundial, o Nepal, em 1949, abriu as suas portas. Foram feitas então novas expedições exploratórias. Em 1952, uma expedição suíça subiu pela traiçoeira Cascata de Gelo Khumbu, numa primeira tentativa real de chegar ao topo. Raymond Lambert e Tenzing Norgay, chegaram a 8.600 metros, exactamente atrás do Pico Sul, mas tiveram de retornar por falta de alimentos.

Surpreendidos com o iminente sucesso dos suíços, uma grande expedição britânica foi organizada em 1953 sob o comando do coronel John Hunt. Integraram-na talentosos alpinistas, como os neozelandeses George Lowe e Edmund Hillary. Os membros da expedição estavam equipados com botas e roupas com isolamento especial. Também traziam rádios portáteis e sistemas práticos de oxigénio.

Optando por novos caminhos, Charles Evans e Tom Bourdillon lançaram em 26 de Maio uma primeira expedição ao topo. Ficaram a apenas 300 metros do objectivo final, mas tiveram que descer em virtude do mau funcionamento do equipamento de oxigénio.

Em 28 de Maio, Tenzing e Hillary puseram-se a caminho, acampando numa altitude de 8500 metros. Após uma noite gelada, alcançaram o Pico Sul às 09h00. Chegaram ainda a alcançar uma rocha íngreme de 12 metros uma hora mais tarde. Insinuando-se numa fenda da rocha, Hillary moveu-se lentamente e cunhou o que ficou posteriormente conhecido como “O Passo de Hillary”. Lança uma corda a Norgay, que também sobe ao tecto do mundo.

A notícia do sucesso correu do acampamento da expedição ao posto de rádio em Namche Bazar. Daí, rumou codificada para Londres, onde a rainha Isabel II tomaria conhecimento da proeza no dia 1 de Junho.

Hillary e Hunt conquistaram o título de cavaleiro. Norgay, que não era cidadão da Commonwealth, recebeu apenas uma medalha do Império Britânico. Desde a histórica escalada da dupla, numerosas expedições foram realizadas até o topo do Everest. Em 1960, uma expedição chinesa conquistou a montanha pelo lado do Tibete. Em 1975, Tabei Junko, do Japão, tornou-se a primeira mulher a conquistar o topo. Três anos mais tarde, o italiano Reinhold Messner e o austríaco Peter Habeler conseguiram o que se pensava impossível: chegar ao topo do Everest sem equipamento de oxigénio.

Fontes: Opera Mundi
wikipedia (imagens)

Edmund Hillary  e Tenzing Norgay
File:Mount Everest as seen from Drukair2 PLW edit.jpg


Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.