sábado, 6 de junho de 2020

"As Meninas", de Diego Velázquez - Análise da obra

A obra “As Meninas”, é uma tela de grandes proporções  (318x276cm), que se encontra,  no Museu do Prado em Madrid. Intitulada originalmente como A Família, a tela foi salva de um incêndio que atingiu o Palácio Real de Madrid em 1750, passando ao Museu do Prado em 1819 e recebendo, posteriormente, o título de Las Meninas. Embora "menina" seja uma palavra da língua portuguesa, era usada na corte espanhola com o sentido de "dama de companhia".

A obra seria um simples retrato de família real, ou de como se vivia na Corte de Filipe IV, se não fossem alguns elementos adicionais que a tornam uma das mais estudadas obras de arte. Uma novidade introduzida por Velázquez foi incluir-se em lugar de relevo, na cena retratada – ele pinta-se em serviço, diante de um cavalete, com os seus objectos de trabalho em punho. Nas vestes da sua capa de veludo, vê-se a cruz da Ordem de Santiago que foi incluída na tela, somente após a sua morte. Ao seu lado está, centralizada, a infanta Margarida, personagem principal do quadro. Em seu redor estão aquelas que seriam as suas damas de companhia, jovens e adultas, D. Isabel de Velasco e D. Agustina Sarmiento (que segura uma pequena jarra de barro numa bandeja de prata). Surgem ainda Mari bárbola, uma anã alemã ricamente vestida e Nicolasito Pertusato, também ele anão, de família nobre italiana, divertindo-se com o cão deitado. Logo atrás surgem no meio da obscuridade, uma governanta de serviço ou dama de companhia, Dona Marcela de Ulloa com vestes de monja, a conversar com um cavalheiro não identificado, possivelmente o guarda-damas, Diego Ruiz de Azcona. Mais ao fundo um homem entra em cena e movimenta uma cortina, trazendo mais luminosidade à tela - o camareiro da rainha, D. José Nieto, fidalgo ao serviço da câmara-real que vai espreitando através do vão duma porta, no patamar das escadas. 
Os dois quadros visíveis nas paredes representam cópias de telas mitológicas de Rubens e Jordaens. Porém, para os mais observadores, o elenco não está acabado. Ao fundo, numa moldura, está um espelho, onde surgem reflectidos os reis de Espanha, Filipe IV e a sua segunda esposa e sobrinha, Mariana de Áustria. Essa visão altera a ideia de que Velázquez se preparava para pintar a Infanta e as outras companheiras – parece agora que o pintor olhava para os reis e as meninas apenas assistiam à cena, como testemunhas daquele ritual. O uso do espelho, embora não exclusivo de Diego Velázquez, aumenta a subjectividade, e as controvérsias sobre quem seria, de facto, retratado.

A pintura foi terminada em 1656, data que encaixa com a idade que aparenta a infanta Margarida (uns cinco anos). Filipe IV e dona Mariana costumavam entrar com frequência na oficina do pintor, conversavam com ele e às vezes ficavam bastante tempo vendo-o trabalhar, sem protocolo algum. Isto era algo muito repetido na vida normal do palácio e Velázquez estava acostumado a estas visitas. O lugar onde trabalhava Velázquez era uma sala ampla do piso térreo do antigo Alcázar de Madrid que fora o aposento do príncipe Baltasar Carlos, falecido em 1646, dez anos antes da data de execução de "As Meninas". É precisamente este aposento que aparece retratado no quadro. 
Elementos fundamentais na obra

A Infanta MargaridaA figura central ao ser a infanta Margarida explica-se pelo facto de que, até aquele momento, a menina seria a herdeira do trono espanhol – a sua irmã mais velha estava para se casar com o rei de França, o que a excluía do acesso ao trono, e o seu irmão mais novo, que viria a herdar o trono, ainda não tinha nascido.  
Auto retrato: À esquerda da composição em “As Meninas” está  Diego Velázquez a pintar. Ele segura a paleta de cores com a mão esquerda e um pincel com a direita. No peito, leva a insígnia da Ordem de Santiago. Como Velázquez somente foi nomeado cavaleiro em 1559, é provável que a insígnia tenha sido pintada após a conclusão da obra. 
O espelho: Na parede de fundo do quarto retratado em “As Meninas”, um espelho reflecte a imagem do rei Filipe IV e da rainha Mariana, os verdadeiros protagonistas da obra?
abstracaocoletiva.com
wikipedia (Imagens)
As Meninas - Diego Velázquez
Ficheiro:Las Meninas, by Diego Velázquez, from Prado in Google Earth.jpg
Arquivo: Infanta Margarita.jpg
A Infanta Margarida (detalhe)
Arquivo: Velazquez-Meninas-key3.jpgPersonagens




(1) A Infanta Margarida 
(2) Dona Isabel de Velasco
(3) Dona María Agustina Sarmiento de Sotomayor
(4) A anã Mari arbola (Maria Barbola)
(5) Nicolas Pertusato
(6) Dona Marcela de Ulloa
(7) guarda-damas, Diego Ruiz de Azcona (?)
(8) Dom José Nieto Velázquez
(9) Velázquez
(10) Rei Filipe IV reflectido no espelho
(11) Mariana de Áustria,  esposa de Filipe IV, reflectida no espelho
Ficheiro:DiegoVelazquez MeninasDetail.jpg
Diego Velásquez pintou-se a si próprio na obra
Ficheiro:Las Meninas mirror detail.jpg
Detalhe do Espelho com as imagens de Filipe IV e Mariana de Áustria reflectidas no mesmo







Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.